Pular para o conteúdo

Internet segura, uma questão social

Aqui é o lugar > Blog > Dicas > Internet segura, uma questão social

Parece que de uns anos para cá o mundo está girando mais rápido e, por consequência, o tempo também está passando de forma mais veloz. Essa sensação é resultado da evolução tecnológica que transformou o modo como agimos e nos relacionamos com o mundo. Atividades que antes levavam horas, dias ou até semanas e meses, hoje podem ser feitas com apenas um clique. E a tendência é que cada vez mais a tecnologia substitua funções desempenhadas por seres humanos com o desenvolvimento da Inteligência Artificial, Machine Learning, Realidade Virtual e Aumentada, Big Data, por exemplo.

 

Trazendo esse contexto para o mercado de trabalho, o que quero dizer é: os negócios que não se adaptarem a essa nova realidade correm o risco de desaparecer no futuro. Como acredita Jack Ma, CEO da maior loja virtual da China - a Alibaba, nas próximas três décadas, as pessoas só vão trabalhar quatro horas por dia, e quatro dias por semana, pois máquinas e robôs farão aquilo que os seres humanos não conseguem e substituirão atividades desempenhadas hoje por eles. E presenciaremos a terceira revolução tecnológica baseada em inteligência artificial.

 

Para esclarecer melhor esse cenário, vou usar como exemplo o universo da segurança digital. Atualmente, as ameaças e ataques cibernéticos tem crescido de forma vertiginosa no mundo todo, pois esse tipo de investida tem se tornado cada vez mais simples, barata e fácil de escalar. Se encararmos essa situação com frieza, vamos chegar à conclusão de que a internet não é um ambiente seguro e a solução mais eficaz para não correr risco nenhum ou ter prejuízo seria se desconectar completamente. Porém, essa não é uma realidade possível nos dias de hoje. Então, o que fazer?

 

Não há mais espaço para que o combate de ameaças, a antecipação de riscos e a prevenção de incidentes sejam feitos de forma manual e amadora. As empresas que forem capazes de empregar o capital humano de forma inteligente para desenvolver soluções automatizadas e eficientes, que dependam cada vez menos de comandos manuais, conseguirão escalar suas soluções e seus produtos para outras empresas, e democratizar a segurança digital, transformando a internet em um ambiente mais seguro, menos vulnerável e os benefícios sairão do ambiente corporativo e impactarão a sociedade como um todo.

 

É inerente ao meu negócio a busca por soluções que têm o objetivo de democratizar a segurança digital e o engajamento em movimentos que têm o propósito de discutir melhores práticas para a internet e a segurança de seus usuários. Você também pode construir iniciativas para impactar a sociedade positivamente. Pense nisso!

Bruno Prado - UPX Technologies

RGE Campinas
Postado por: RGE Campinas
Publicado em: 25/07/2018

A Rede Global do Empreendedorismo acredita que o Brasil pode se transformar em uma referência mundial no tema de desenvolvimento do ecossistema empreendedor. Mas, apesar de ¾ da população afirmarem que prefeririam abrir seu próprio negócio, o empreendedorismo ainda é visto como coisa de super-herói no Brasil.

Você também pode gostar destes artigos

08/01/2019

O Founder Institute Campinas realizará uma mesa-redonda dedicada ao tema “Empreendedorismo Feminino“, no dia 17 de janeiro, quinta-feira, às 18h30, na Facamp. A mesa-redonda será conduzida por quatro mulheres de diferentes segmentos. […]

18/12/2018

Conheça a trajetória do fundador da Webmotors e da ZFlow, Sylvio Alves de Barros Netto 1. Como você começou a empreender?   Comecei a minha carreira como estagiário na GM […]

28/11/2018

VOCÊ ABRIU A SUA EMPRESA… mas seu contador disse que você precisa optar por um regime de tributação …. poxa …. mais uma decisão que você precisa tomar, claro, com ajuda […]